Pimpolhos da Grande Rio, mais que uma escola mirim, um projeto social

Envie para um amigo

A maioria das escolas de samba do grupo especial incentiva a participação de crianças e adolescentes para formarem as suas ‘escolinhas’ mirins, onde desfilam somente jovens de 5 a 18 anos. A G.R.E.S. Acadêmicos do Grande Rio fundou em 2002 a GRCESM Pimpolhos da Grande Rio que, muito além de uma escola de samba mirim, é uma ONG sem fins lucrativos que promove a inclusão social de jovens, através de atividades lúdico-pedagógicas que visam promover a educação, a conscientização ambiental e o aprendizado de ofícios ligados à arte do carnaval.

Existem diversos projetos sociais que são feitos pela Pimpolhos da Grande Rio com o objetivo de despertar o interesse do jovem para uma atividade de cunho artístico-cultural, e, além disso, provocar o ato de ‘pensar’, fazer com que a criança perceba o real motivo daquilo que ela está fazendo, do significado do que os jovens estão cantando, do que estão abordando com o enredo.

A Pimpolhos preocupa-se muito com toda esta questão social que envolve a educação e cidadania dos meninos e meninas da comunidade. Dentre diversos projetos sociais elaborados pela escola mirim de Caxias estão:

Pimpolhos nas escolas – é um projeto criado em 2006, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e aplicado nas escolas municipais do município de Caxias A iniciativa visa estimular o desenvolvimento da criatividade, do senso crítico e explorar as diferentes linguagens dos alunos, acreditando na arte como veículo de integração possibilitando que a criança explore todo o potencial de sua imaginação.

Carnaval Pedagógico – O objetivo do projeto Carnaval Pedagógico é propor à comunidade de Duque de Caxias uma maior interação com a mensagem dos enredos, com os conceitos das fantasias e com a produção do carnaval mirim, ensinando práticas carnavalescas, que englobam a conscientização e o respeito ao meio em que se vive através da utilização de materiais reaproveitáveis na produção de seu desfile e de oficinas pedagógicas que ensinam crianças e adultos conceitos e valores importantes para o convívio em sociedade.

Escola de carnaval – este projeto foi criado há 5 anos e objetiva formar jovens e adultos em diferentes áreas das artes carnavalescas como: adereço, cenografia, escultura em arame, figurino, pintura e também ensinar a prática da manipulação de materiais reaproveitáveis. A metodologia da Escola de Carnaval consiste no contato dos aprendizes com diversas formas de arte, cultura e informação, transformando o ambiente do barracão de alegorias num espaço interativo de intercâmbios de idéias e valores, e gerando debates e reflexões.

Programa de bolsas – A Pimpolhos da Grande Rio, preocupando-se com o bem estar, inclusão social e com a formação das crianças e adolescentes, oferece, com este projeto, bolsas de estudos através das parcerias estabelecidas com instituições que tem um trabalho voltado para educação, cultura e arte no município de Duque de Caxias como; Escola de dança Adriana Miranda, Cultura Inglesa, Yes, CNA e Trainertek.

Além dos projetos sociais fixos elaborados pela escola mirim da baixada, a Pimpolhos também faz parcerias com o intuito de auxiliar e prestar serviços sociais aos meninos, meninas e até adultos. Um exemplo foi a parceria feita com a AMIL, que, em conjunto com voluntários e funcionários da Pimpollhos, disponibilizaram um ônibus personalizado, com atendimento gratuito às crianças e adolescentes, participantes do projeto ‘Carnaval pedagógico’, prestando atendimento como tratamento dental, exames de vista, controle de nutrição e orientação alimentar e higiênica.

Não existe, dentro da Pimpolhos, um carnavalesco específico incumbido de desenvolver o enredo, mas sim um corpo de criação, que desenvolve a preparação de figurinos e alegorias para o enredo, que são; Marcos Cardozo, Edimilson Nunes e Lívia Diniz com apoio de Otavio Avancini, Babi, Joana Bueno, Silvia Camargo, Célia Soares, Nicole Ryan, Sérgio Bond, Bianca Jahara, entre outros. Este ano o enredo da escola mirim de Caxias chama-se “nossos contos” e é um enredo originado das idéias de participantes do projeto ‘escola de carnaval’ onde aproximadamente 40 adolescentes e adultos de Caxias e do centro do Rio criaram o enredo em coletivo a partir de suas próprias memórias. Foi criado um jogo onde as pessoas íam interagindo e montando as histórias e contos baseados nas lembranças dos participantes. Portanto, com este projeto, ao invés do carnaval esse ano ser dividido em setores e alas foi dividido em contos e personagens, resgatando memórias da Pimpolhos e dos seus desfilantes. Para salientar, o carro número 3 da agremiação mirim foi todo feito pelos alunos do curso de cenografia ministrado pelos artistas educadores do projeto escola de carnaval, Otávio Avancini e Babi.

O carnaval da Pimpolhos da Grande Rio é, basicamente, todo criado no barracão da escola, antigo barracão oficial da escola mãe, localizado no bairro da Gamboa, na rua Rodrigues Alves número 733. O barracão da escola mirim da baixada fluminense funciona das 08hs às 21horas.

Em conversa com o senhor Alberto, diretor do barracão da escola mirim e figura querida e respeitada por todos na comunidade, ele nos informou que o carnaval começa a ser preparado a partir do mês de setembro e conta com uma média de 60 a 70 funcionários trabalhando na montagem de carros alegóricos, serviços gerais e confecção de fantasias. Seu Alberto é um dos fundadores da Pimpolhos e responsável por toda a confecção de trabalhos feitos com arames, além de ministrar cursos para ensinar o manuseio com o material.

Com apenas 7 anos de idade, Renata Mota, é a rainha da bateria da pimpolhos. Ela começou desfilando como rainha de bateria no carnaval de 2010 e pela segunda vez vai conduzir os ritmistas mirins. A pequena rainha de bateria estuda como toda criança e consegue tempo para ensaiar os passos e o samba para arrasar à frente da bateria nota 10 da Pimpolhos.

Outra pessoa que conversamos no barracão da Pimpolhos foi o artista Thales Botelho que está  produzindo um documentário contando e mostrando, baseado em uma história fictícia, o cotidiano das pessoas que fazem parte da confecção do carnaval da Pimpolhos. É um média-metragem que ficará pronto depois do mês de março quando se encerra o carnaval deste ano.

A presidente da escola e diretora de produção, Camila Soares, nos informou seus planos e dificuldades encontradas pela Pimpolhos da Grande Rio:

“Todo mundo na pimpolhos acumula funções, mas todos tem a mesma função que é ser um exemplo, fazendo coisas para que os jovens possam se inspirar. Nós trabalhamos muito com a arte e cultura como ferramenta pedagógica. No ano passado a gente foi a escola mais premiada do carnaval de 2010, e nós gostamos muito disso, mas o nosso intuito é mostrar um carnaval legal, diferente, com reaproveitamento de materiais, com uma estética diferenciada, mostrar que não é um carnaval de adulto em miniatura e sim um carnaval de crianças para crianças, então a gente entra na avenida com essa idéia, com essa filosofia. Nossa visão é poder criar produtos que sustente a instituição, criar projetos na educação, trabalhar com a arte e a cultura como forma de ensino.”

Independente das atividades ligadas a essa manifestação cultural que é o carnaval carioca, podemos perceber claramente, que o ambiente e o clima dentro da escola mirim Pimpolhos da Grande Rio é repleto de respeito, amor ao próximo e trabalho em equipe. Podemos perceber mais que uma escola de samba mirim, mas sim uma organização que visa o bem estar social dos jovens garantindo-lhes um futuro promissor, seja na carreira de artistas ou preparando-os para entenderem a importância de cidadania, respeito ao ambiente em que vivemos, trabalho coletivo, respeito ao próximo e outras lições que perdurarão eternamente na vida desses jovens tornando-os melhores profissionais e pessoas. O viés social implantado pela escola para auxiliar a comunidade, levando a arte e a cultura como ferramenta pedagógica, é vista com muito respeito por todos, mas é necessário muito mais, é preciso que empresas, investidores e colaboradores também reconheçam este trabalho e abracem esta idéia com o fim de amparar, educar e preparar seres humanos mais justos e dignos, através da magia que envolve o mundo do carnaval, da fantasia, da felicidade e responsabilidade ambiental e social.

A GRCESM Pimpolhos da Grande Rio desfilou no dia 4 de março e foi a terceira escola a passar pela Marquês de Sapucaí. Com 3 carros alegóricos e 23 alas a Pimpolhos levou para a avenida uma média de 1.800 crianças e adolescentes que tiveram seus momentos próprios de realização pessoal passando pelo sambódromo, fruto de um longo trabalho e aprendizado durante boa parte do ano.

Redação: Renan Calabri e Yuri Soares

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um Comentário

Nome

E-mail

URL/Website

5 Comentários em “Pimpolhos da Grande Rio, mais que uma escola mirim, um projeto social”

Comentário de Marcio Guimarães
Na data: 30 de março de 2012 as 6:31 pm

Grande trabalho.
Neste ano também estaremos iniciando um trabalho aqui em Florianópolis, envolvendo crianças da comunidade em atividades lúdicas e artisticas.
Sou artista plástico e folclorista, trabalho com Boi de Mamão que é uma das variantes do Bumba meu Boi. Minha maior dificuldade esta em movimentar recursos, pois isso me obriga a ter que me envolver com a burocracia das leis.
Voces tem alguma dica para facilitar meu trabalho?
Fico agradecido.
Um abraço.

Marcio

Comentário de clarice triaca
Na data: 14 de julho de 2012 as 11:03 pm

Gostaria de participar,dos ensaios ,e meu filho de 12 anos tambem.

Comentário de thayna
Na data: 18 de julho de 2012 as 4:20 pm

ola vocês são de mas e serio eu queria saber quando vai começar a escrições da escola mirim por favor me dem a resposta

Comentário de vitoria
Na data: 7 de setembro de 2012 as 1:49 pm

emuito lido vou faser…………………………………………………………………………………………………………………………………………………..
////

Comentário de kituan alves gois
Na data: 30 de maio de 2013 as 6:45 pm

eu queria tando desfilar nessa escola de samba maravilhoosa